Sabe da importância de ter um plano de manutenção preventiva de elevadores? Investir em um projeto de elevador de alta qualidade é o primeiro passo para melhorar a acessibilidade e o conforto de quem precisa se locomover entre os andares de um edifício – ou mesmo de uma residência. Isso porque é preciso ter uma série de cuidados com o produto, para garantir seu bom funcionamento ao longo dos anos. O plano de manutenção preventiva de elevadores faz parte desses cuidados.

Saiba mais sobre esse serviço, indispensável para todos os tipos de equipamento, no artigo de hoje.

Quando é realizado o serviço?

O objetivo do plano de manutenção preventiva de elevadores é localizar problemas antes que eles, de fato, apareçam e resultem em verdadeiros transtornos para os usuários do elevador, como uma cara e prolongada manutenção corretiva. O ideal é que a manutenção preventiva ocorra mensalmente, para que uma equipe especializada confira frequentemente os componentes do produto.

Porém, além das manutenções mensais, independentemente do tipo de elevador – elevador de carga, para prédios comerciais ou residências – uma vistoria mais completa deve ser feita anualmente.

Como é feita a manutenção preventiva de elevador?

A manutenção preventiva de elevadores inclui a limpeza, regulagem, lubrificação e ajuste geral do equipamento. São observados, por exemplo, o nível de ruído; estado dos trilhos, cabos de aço, polias, correntes; o fluído hidráulico e etc.

No caso das verificações, também há a análise da casa de máquinas, do estado das peças (o que ajuda a identificar com antecedência os itens que precisam ser substituídos), a sinalização e o uso do elevador pelas pessoas.

Quais os benefícios da manutenção preventiva de elevadores?

Por fim, a importância do plano de manutenção preventiva de elevadores reside no fato de que o serviço traz uma série de benefícios para o local onde o equipamento está instalado. Dentre eles, a redução do risco de paradas e acidentes; o menor custo com manutenção corretiva e substituição de peças; e a melhoria na qualidade das viagens – do tempo de espera pelo elevador à suavidade das paradas nos andares e pleno funcionamento dos botões e luzes.

Além disso, vale lembrar que o serviço aumenta a vida útil do elevador, o que é fundamental tanto em prédios comerciais e residenciais, quanto nas indústrias.

Leia também esses conteúdos:

Precisa de uma empresa especializada em manutenção preventiva de elevadores para garantir o bom funcionamento dos equipamentos e o máximo conforto para os usuários? Fale com a Espel!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

O elevador de carga industrial se torna importante por conta das demandas cada vez mais diversificadas de estabelecimentos comerciais, empresas e indústrias. Com funcionalidades e requisitos próprios, os elevadores monta-carga se destacam hoje dentro desse cenário, justamente pela versatilidade e capacidade de carga.

A demanda por um elevador de carga industrial é comum nas fábricas. Afinal, o equipamento torna o transporte de grandes volumes muito mais prático e rápido no dia a dia. Mas antes de solicitar a instalação da máquina, existem dúvidas que sempre devem ser sanadas, para que se obtenha o projeto ideal. Veja a seguir as principais.

1. O que a empresa pretende transportar no elevador de carga industrial?

A primeira questão a ser avaliada pelos especialistas em elevadores é o que a empresa pretende transportar no elevador de carga industrial. Isso porque o volume e o peso da carga influenciam diretamente no projeto a ser elaborado para cada cliente. Apesar da cabina robusta em todos os projetos, as características de capacidade do elevador industrial variam. Dependendo da classe, os elevadores podem transportar não apenas a carga, mas também um acompanhante para a mesma. A capacidade inicial de um elevador de carga é de 300kg.

2. Qual a frequência estimada de uso do elevador de carga?

Elevadores industriais são projetados de forma customizada para cada empresa. Portanto, a frequência de uso do equipamento também influencia no projeto a ser entregue, a fim de atender a demanda de mobilidade nos galpões.

Ao elaborar o projeto, o fabricante dimensiona o tamanho, o material e demais características do elevador a partir dessas informações. Com isso, é possível levar à empresa um produto seguro e eficiente e com longa vida útil para o transporte de cargas.

3. Como escolher um fabricante de elevadores?

Por fim, muitas companhias veem-se diante de mais uma dúvida: o que é preciso considerar ao buscar um fabricante de elevadores? Diversos fatores devem ser levados em conta na hora de escolher a melhor empresa para o projeto do elevador. Dentre eles, a experiência do fabricante no mercado de atuação, a adequação de seus equipamentos e serviços às normas e a qualidade do que oferecem, do elevador à manutenção e assistência técnica.

A Espel Elevadores é especialista no segmento e desenvolve elevadores de excelência para residências, prédios comerciais e indústrias há mais de 30 anos. Precisa de um elevador de carga industrial? Fale conosco, solicite seu orçamento!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

A modernização de elevador deve ser feita caso um elevador comece a apresentar falhas e problemas sistêmicos ou por questões estéticas. Ter um elevador no prédio já se tornou um requisito básico. Afinal, o equipamento garante comodidade e praticidade para que as pessoas transitem entre os andares todos os dias. No entanto, há alguns cuidados que fazem com que o equipamento apresente seu melhor desempenho. Como a modernização de elevadores.

Mas, quando o serviço deve ser realizado, seja em prédios comerciais ou residenciais? Saiba mais sobre esse tema no artigo de hoje.

Modernização de elevadoRes: um serviço para elevadores comerciais e residenciais

Todo elevador pode passar por modernização, seja ela técnica ou estética. Contudo, a necessidade de realizar o serviço no equipamento varia de projeto para projeto. Até porque, o estado de conservação, frequência de uso e características do produto divergem muito de elevador para elevador.

De modo geral, a opção pela modernização de elevador é estimulada pelo tempo de uso do equipamento (que pode fazer com que a troca de peças seja necessária), por desgastes no acabamento ou pelo desejo de trazer mais conforto aos usuários, com um equipamento de visual repaginado. Só a modernização da cabina do elevador, por exemplo, envolve aspectos que vão do revestimento (em aço inoxidável ou laminado) a instalação de corrimão, espelhos e etc.

No caso de prédios muito antigos, recomenda-se a modernização de elevador residencial ou comercial para que seja feita a adequação dos equipamentos às legislações e exigências técnicas. Tal cuidado contribui  para redução de falhas, paralisações, além de reforçar a segurança no uso do produto.

Conforto, valorização imobiliária e bom desempenho: o impacto da modernização de elevador

A escolha pela modernização de elevador em prédios comerciais ou residenciais, além de trazer tal conforto aos passageiros, resulta em outros benefícios:

  • Valoriza o imóvel (um fator positivo para quem deseja alugar salas comerciais e apartamentos);
  • Torna o elevador mais sofisticado, compondo a decoração do ambiente, de acordo com o projeto arquitetônico;
  • Ajuda a economizar até 40% em energia elétrica;
  • Traz suavidade no tráfego e nas paradas;
  • Reduz o tempo de espera pelo equipamento.

Vale lembrar que, assim como o serviço de manutenção de elevadores, modernizar o equipamento é um processo que exige profundo conhecimento sobre cada detalhe do ascensor. Ou seja, contar com uma empresa especializada em elevador é indispensável para garantir que os usuários terão, de fato, conforto e segurança durante o uso desse meio de transporte.

Está pensando em realizar a modernização de elevador nos equipamentos do seu prédio? Fale com os especialistas da Espel Elevadores.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

A exigência de elevadores domésticos nos prédios conforme o número de pavimentos é definida de acordo com a legislação sobre a matéria. Porém, muitos condomínios têm colocado o equipamento como um diferencial para atrair compradores desde a fase da construção do empreendimento. Mas afinal, quando o objetivo é garantir que os moradores fiquem satisfeitos com tal comodidade, quais cuidados são necessários com relação ao elevador para condomínio residencial? Veja a seguir!

Como escolher empresa de elevadores domésticos confiável

A escolha da empresa de elevadores domésticos deve ser criteriosa para garantir que o projeto e demais serviços relacionados ao equipamento tenham alta qualidade, já que isso significa mais segurança e também conforto durante a locomoção dos passageiros. Desse modo, a pesquisa por especialistas em elevador deve ter como foco o melhor custo-benefício, seja considerando a instalação durante a obra, ou após o prédio já ter sido concluído, por demanda dos moradores (o que é possível, ainda que exija uma análise aprofundada para viabilização técnica na construção).

Lembre-se ainda que a experiência e qualidade da empresa – e os materiais utilizados pela fabricante do elevador – impactam não apenas no projeto do mesmo, mas também nos serviços. Afinal, o contrato de manutenção e assistência deve ser vantajoso para quem conta com um elevador para condomínio residencial. Afinal, ter um equipamento parado, que apresenta falhas frequentemente, ou que demora a ser consertado, até mesmo em detalhes, tende a incomodar as pessoas.

Manutenção de elevadores em dia

Elevadores domésticos tornam os prédios mais acessíveis, facilitando o acesso de gestantes, idosos e demais pessoas com dificuldades de locomoção a todos os andares do edifício. Mas isso só acontece se os equipamentos estão com a manutenção em dia – algo que deve ser assegurado em qualquer condomínio.

A falta de manutenção em elevadores causa paradas e compromete o bom desempenho do equipamento. Com isso, os usuários do elevador para condomínio residencial ficam insatisfeitos e, muitas vezes, os custos para os reparos – por adiar a manutenção preventiva, por exemplo – podem até aumentar, quando feitos em caráter emergencial.

Portanto, o ideal é que síndicos e demais responsáveis pelos condomínios mantenham um cronograma de manutenção de elevadores criteriosamente organizado. Assim, os passageiros contam com o meio de transporte sempre em funcionamento para transitar pelos andares com rapidez, sem o transtorno de carregar compras e colocar pessoas com mobilidade reduzida em situações desconfortáveis, subindo vários lances de escadas.

Modernização de elevadores para impulsionar o conforto e a segurança dos usuários

Por fim, outro ponto importante a se considerar em um elevador para condomínio residencial é a modernização. O serviço, que pode ser oferecido pela própria empresa responsável pelo projeto e manutenção, é solicitado de acordo com a necessidade de cada empreendimento.

A modernização técnica está relacionada à melhoria no desempenho e segurança do equipamento, podendo reduzir custos com energia e até o tempo de espera pela máquina. Já a modernização estética pode ser uma chance do condomínio readequar o elevador à decoração do hall de entrada do prédio, além de trazer ainda mais conforto e satisfação para os condôminos.

Este último serviço de modernização de elevadores domésticos abrange melhorias na cabina, podendo o prédio optar por revestimentos de inox ou laminado instalação de lâmpadas, espelhos, além de outras como teto, rodapé, piso e corrimão do equipamento.

Seu prédio precisa de um elevador para condomínio residencial de alta qualidade, do projeto à modernização? A Espel Elevadores é especialista e reconhecida no mercado, promovendo a satisfação de clientes com equipamentos de excelência desde 1986. Seja qual for sua necessidade, entre em contato conosco e solicite seu orçamento!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

Sabe da utilizada de um elevador comercial? Elevadores garantem maior praticidade e acessibilidade em espaços comerciais dos mais diversos segmentos, de condomínios de escritórios a lojas de departamento. Por esse motivo, construções e reformas de prédios demandam um bom projeto de elevador comercial.

Veja a seguir como escolher o equipamento ideal para aumentar a satisfação dos clientes e visitantes durante sua experiência no ambiente.

Saiba qual o tráfego de pessoas no prédio

Assim como no caso dos elevadores residenciais, investir em um elevador comercial de qualidade exige um projeto desenvolvido especialmente para as necessidades do estabelecimento. É com base nessas informações que serão dimensionadas corretamente as características de capacidade, tamanho da cabina, tecnologia utilizada e até o acabamento – de acordo com as preferências do cliente, a partir do perfil dos visitantes e das empresas do prédio.

Além disso, o planejamento de instalação do elevador deve considerar o cálculo de tráfego, realizado pelos engenheiros responsáveis pelo projeto. Dessa forma, o equipamento será ideal para o fluxo de pessoas que circulam no ambiente.

Veja também porque investir em um elevador residencial moderno.

Atente-se à qualidade das empresas de elevadores

Ao decidir instalar um elevador comercial, é indispensável observar a experiência e a qualidade dos fabricantes de elevadores. Procure saber a opinião de quem já é cliente da marca, se a empresa trabalha com produtos certificados e se a equipe é especializada no equipamento.

Por fim, vale lembrar que a qualidade do elevador predial também está relacionada às peças de reposição e ao serviço prestado.

Lembre-se de que excelência em serviço é tão importante quanto o projeto do elevador comercial

O serviço relacionado ao elevador abrange tanto a assistência técnica, em caso de problemas no equipamento, quanto a manutenção preventiva, manutenção corretiva e a modernização (técnica e estética).

O atendimento de emergência prestado pela empresa de elevador deve ser ágil, 24h, e feito por profissionais de excelência.

Já os serviços preventivos também são primordiais, por conta da segurança e eficiência que proporcionam aos usuários do elevador.

Precisa fazer o orçamento de um elevador comercial de alta qualidade? Entre em contato com a Espel Elevadores!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

Plataforma elevatória acessibilidade ou elevador residencial? Qual escolher? Criados para facilitar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida, além de proporcionar conforto e praticidade para os demais, tanto o elevador residencial quanto a plataforma elevatória são fundamentais. Porém, os equipamentos possuem certas especificidades, que fazem com que cada projeto seja adequado para determinada situação.

Está pensando em instalar uma plataforma elevatória acessibilidade ou elevador residencial em casa? Conheça as diferenças entre os produtos.

Objetivos dos projetos de elevador residencial e plataforma elevatória acessibilidade podem variar

As diferenças entre um equipamento e outro começam desde a concepção do projeto. Isso porque a plataforma elevatória acessibilidade é específica para pessoas com mobilidade reduzida. Além disso, ela pode ser instalada tanto em uma residência, quanto em locais públicos e espaços comerciais, visando atender a legislação que trata sobre a acessibilidade.

Já o elevador residencial traz às casas, além da acessibilidade, praticidade e conforto para a locomoção de todas as pessoas no ambiente.

Diferenças na plataforma elevatória e elevador residencial

A plataforma elevatória acessibilidade percorre uma altura de até 4 metros com elevação através de controle com pressão constante. Já o elevador residencial funciona com elevação automática, percorrendo uma altura de até 12 metros. Sendo que o enclausuramento do elevador residencial é sempre obrigatório e, no caso das plataformas, para percursos acima de 2 metros.

Outro ponto é com relação à capacidade de carga máxima, possuindo a plataforma 250Kg e o elevador residencial 225 kg ou 3 pessoas. Neste mesmo contexto a plataforma elevatória possui velocidade de 6m/min. Já o elevador residencial, 15m/min.

Por fim, as plataformas não possuem porta de cabina e as portas dos pavimentos são manuais (eixo vertical), enquanto nos elevadores residenciais a porta da cabina é obrigatoriamente automática e as dos pavimentos podem ser automáticas ou manuais.

Sobre a Espel

A Espel Elevadores atua em desenvolvimento de projetos, fabricação, manutenção e modernização de elevadores desde 1986. Nossa equipe avalia a necessidade do cliente para fazer projetos que se adequem às suas expectativas, promovendo a acessibilidade e a praticidade com segurança e eficiência.

Está interessado em instalar uma plataforma elevatória ou elevador residencial? Entre em contato conosco e conte com nossa colaboração para colocar isso em prática!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

A necessidade de transportar itens pesados faz com que a maior parte das indústrias precise de elevadores industriais. Mas, você sabe o que são esses equipamentos e no que eles se diferenciam dos elevadores comuns vistos em prédios comerciais ou até mesmo nas residências?

Descubra no post de hoje!

Características dos elevadores industriais

Elevadores industriais não deixam de ser elevadores de carga. Suas funcionalidades, apesar do nome, vão da indústria a ao setor de supermercados e comércio em geral . A construção da cabine é robusta e vazada, deixando transparecer o que está no interior. Veja a seguir outras características do produto. 

Tamanho de um elevador industrial

Os elevadores industriais têm a função de transportar cargas com praticidade e segurança. O tamanho do equipamento varia conforme o projeto, já que cada empresa tem sua necessidade.

Porém, ao contrário do monta-carga, as dimensões do elevador industrial são maiores, já que dependendo da classe (A,B ou C) o elevador pode transportar a carga e também um acompanhante para a mesma.

Capacidade de carregamento do elevador industrial

A capacidade dos elevadores industriais está diretamente relacionada ao tamanho estabelecido no projeto.

  • Para elevadores Classe A: a carga e a descarga devem ser feitas de forma manual ou por empilhadeira manual. A capacidade é calculada como 250 kg/m2 da área útil da cabine.
  • Para elevadores Classe B: elevadores utilizados para transporte de veículos. O peso da carga é calculado como 150 kg/m2 da área útil da cabine.
  • Para elevadores Classe C: nesta classe, os elevadores são carregados por empilhadeiras motorizadas; estas não podem exceder 50% da carga nominal. A carga é calculada como 250 kg/m2 da área útil da cabine.

Diferença entre elevador industrial e elevador residencial

As diferenças entre elevadores residenciais e elevadores industriais vão da construção à finalidade. Afinal, enquanto o equipamento residencial tem como objetivo principal o transporte de pessoas, o elevador industrial  é mais direcionado ao transporte de cargas podendo ou não transportar um acompanhante com a carga.

Dessa forma, o projeto é completamente diferente desde o início, seja por conta da capacidade e das dimensões, os materiais utilizados, o acabamento do produto, entre outros itens.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

Existem vários tipos de elevadores e, em meio à tantas opções, como escolher o ideal para sua necessidade, objetivo e desejo? Considerado o meio de transporte mais seguro do mundo o elevador é considerado a base do desenvolvimento e crescimento das grandes cidades em todo planeta. Para edificações com mais de dois pavimentos, o equipamento é primordial para o transporte de pessoas e materiais. Escolher o modelo ideal de elevador é imprescindível para o bom funcionamento de seu empreendimento.

A fim de auxiliá-lo a escolher o modelo de elevador ideal, a Espel Elevadores criou este guia. Esperamos ajudá-lo e tirar suas dúvidas com este artigo. Boa leitura!

guia para escolher elevador ideal

Um equipamento de transporte vertical (elevador) pode ser definido como um mecanismo de elevação ou descida, para transporte de pessoas ou objetos. No entanto, variam seus sistemas de acionamento, sendo eles hidráulicos ou eletromecânicos.

Elevadores hidráulicos

Os elevadores hidráulicos são tipos de elevadores dotados de um sistema cuja movimentação da cabina é realizada através da injeção de  óleo. O fluído sob pressão, no interior de um pistão, faz com que a cabina se desloque no sentido vertical  de subida ou descida.

O acionamento  é realizado através de uma  bomba submersa em um reservatório  de óleo, interligado ao pistão por  uma mangueira hidráulica. O sistema baseia­-se na liberação controlada de óleo através de um bloco de válvulas e um sistema lógico programável.

São tipos de elevadores que não necessitam de casa de máquinas no nível superior, podendo ser locados em qualquer andar e/ou ambiente. Com isso ganha-se espaço no último nível superior que possuem altos custos de execução, acesso e adequações. Além disso, não prendem passageiros no interior da cabina com a falta de energia, pois possuem um sistema de resgate. A cabina é deslocada até o primeiro nível liberando os passageiros.

Por não possuírem máquinas e motores com as características dos elevadores convencionais, eliminam barulhos excessivos próximos à coberturas e andares superiores. Não gastam energia no movimento de descida, já que utilizam a ação da gravidade para o controle da cabina.

Elevadores eletromecânicos

Já para os elevadores eletromecânicos, o princípio de funcionamento também é bastante simples. A cabina é sustentada por cabos de aço, que são tracionados  por uma polia fixada a máquina de tração.

Através do  acionamento do  motor elétrico ela é movimentada,  fazendo com que o equipamento se movimente de acordo com o giro da polia. Em sua outra extremidade, os cabos são fixados a um contrapeso para equilibrar a carga de transporte.

Existem dois modelos: com e sem casa de máquinas. Em suas aplicações, os Elevadores sem Casa de Máquina apresentam vantagens:

  • Adaptam­-se aos edifícios existentes ou  em novos projetos;
  • Dispensam  a Casa de  Máquinas superior;
  • Simplifica  o telhado, reduz  as vibrações na estrutura  do prédio;
  • Possuem baixo nível de ruído, principalmente nos andares superiores, valorizando as coberturas e terraços;
  • Insuperáveis  em aplicações  de altas cargas a  baixas alturas (maca,  leito, cargueiros, veículos);
  • Equipados  com sistema  de resgate automático.

Além disso, economizam na obra civil. As cargas localizam-­se no fundo do poço, facilitando a localização da casa de máquina no prédio. Desse modo, dispensam o uso de contra­pesos, onde  ficam localizados o pistão e as guias.

tipos de elevadores

Cada modelo de elevador tem uma especificidade e funcionalidade diferentes. A partir dessas informações é possível escolher o modelo ideal de elevador para seu empreendimento.

  • Elevador residencial / mobilidade reduzida -­ 225 KG – 03 passageiros (elétrico e hidráulico);
  • Elevador passageiro – 450 KG / 06 passageiro – 600KG / 08 passageiro (elétrico e hidráulico);
  • Plataforma elevatória para acessibilidade (fuso e hidráulico);
  • Carga e passageiro – 1000 KG / 1500 KG / 2000 KG / 3000 KG… (hidráulico);
  • Somente carga – 500 KG / 1000 KG / 1500 KG / 2000 KG / 3000 KG… (elétrico e hidráulico);
  • Montaprato (monta carga) – 100 KG / 200 KG / 300 KG;
  • Elevador maca / maca leito – (hidráulico).

Locais onde cada modelo é mais utilizado

Locais com mobilidade reduzida / residência

Plataforma elevatória para acessibilidade (fuso e hidráulico)
Elevador residencial / mobilidade reduzida – 225 KG / 03 passageiros (elétrico e hidráulico).

Comerciais e edifícios

Elevador passageiro – 450 KG / 06 passageiros – 600KG / 08 passageiros (elétrico e hidráulico).

Industrial, comercial, supermercados, restaurantes, lixo hospitalar, etc

Carga e passageiro – 1000 KG / 1500 KG / 2000 KG / 3000 KG… (hidráulico)

Somente carga – 500 KG / 1000 KG / 1500 KG / 2000 KG / 3000 KG… (elétrico e hidráulico)

Montaprato (monta carga) – 100 KG / 200 KG / 300 KG

Hospitais (para pacientes)

Elevador maca / maca leito­ (hidráulico).

Manutenção de elevadores

De acordo com leis vigentes,  todos os tipos de elevadores devem possuir manutenções  periódicas para segurança dos seus usuários. Desse modo é garantido a  longevidade e bom funcionamento do elevador. A Espel Elevadores conta com uma equipe altamente qualificada que realiza a manutenção mensal preventiva nos elevadores.

A manutenção é feita através de uma inspeção minuciosa realizando limpeza, regulagem, lubrificação e ajuste geral, proporcionando o funcionamento eficiente e econômico dos equipamentos. Temos estrutura para prestar serviços de qualidade na conservação de elevadores multimarcas, oferecendo segurança e atendimento personalizado aos clientes.

Através do dos departamentos comercial, administrativo, jurídico, de engenheiros e técnicos especializados, estamos aptos a oferecer um atendimento de excelência para todos os tipos de elevadores. Desde assessoria para escolher o modelo ideal de elevador, à manutenção preventiva e assistência técnica.

Precisa escolher um modelo de elevador para seu empreendimento? Converse com um de nossos especialistas para ter a certeza de que irá escolher o modelo ideal de elevador! Entre em contato para conhecer os detalhes de cada produto e de nossos serviços.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

Será possível construir uma casa com elevador? Como fazer isso? Elevadores são grandes aliados para promover a acessibilidade em todos os lugares. E, atualmente, essa facilidade vem conquistando cada vez mais espaço em imóveis residenciais, afinal, uma casa com elevador permite que as pessoas transitem pelos andares de forma prática e rápida.

Assim, construir uma casa com elevador é totalmente possível. Basta se atentar a alguns pontos importantes para o investimento valer a pena e atender suas expectativas.

Elevador residencial: mais acessível do que você imagina

elevador residencial é acessível e pode ser instalado em qualquer imóvel com mais de um pavimento (até 4 andares). Atualmente, os modelos deste equipamento dividem-se em categorias, de acordo com sua tecnologia: a Espel Elevadores trabalha com os modelos hidráulico e elétrico.

A escolha pela opção mais adequada, de acordo com o projeto desenvolvido por especialistas, é um dos cuidados básicos para instalar um elevador residencial. Outro ponto a se atentar é o espaço destinado à instalação: a construção da casa deve incluir o projeto desde o início, para que não seja necessária a adaptação do equipamento em um imóvel acabado, com espaço insuficiente para o equipamento.

Cada projeto tem suas especificidades. Vale lembrar que é preciso considerar o espaço abaixo do elevador e também para a casa de máquinas (caso o modelo exija).

Destaque para alguns requisitos:

  • Capacidade máxima de 225 Kg ou 03 passageiros
  • Área máxima da cabina de 1,25m²
  • Percurso de 12 metros além do percurso máximo, medido entre o piso da primeira parada até o da última parada
  • Construções de até 4 andares.

Casa com elevador: praticidade e valorização do imóvel

Uma casa com elevador é mais valorizada no mercado imobiliário, além de mais acessível – especialmente para pessoas com mobilidade reduzida. Por esse motivo, incluir o equipamento no projeto do imóvel não é apenas prático, mas também um bom negócio – ainda que você decida vendê-lo ou alugá-lo.

Outro ponto positivo é que o elevador residencial é um elemento diferenciado para a decoração da casa, afinal, são diversos tipos de acabamento, da cabine aos botões, teto e piso.

Porém, é importante ressaltar que, para obter os benefícios do meio de transporte e ter um elevador seguro e eficiente na residência, é indispensável realizar a manutenção do produto corretamente. Assim como na fase de elaboração do projeto, esta etapa demanda o conhecimento de uma empresa especialista, que ofereça serviço e equipamento de alta qualidade.

Agora que você já sabe que é possível ter uma casa com elevador, descubra como a Espel Elevadores pode te ajudar nesse projeto. Fale com nossos especialistas.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

Existe uma infinidade de fabricante de elevadores no mercado e, dentre tantas alternativas, como escolher a mais confiável? Optar pela instalação de um elevador seja ele para uso residencial, comercial ou industrial é uma escolha que, normalmente, é impulsionada pela necessidade de praticidade e eficiência na locomoção. Neste processo, os interessados buscam um fabricante de elevadores de alta qualidade que forneça bons equipamentos, junto à excelência no serviço.

Veja, a seguir, como escolher a empresa de elevadores ideal.

Experiência da marca no mercado

A fabricação de elevadores é um processo que exige muito conhecimento técnico, afinal, o equipamento precisa ser seguro e eficiente para os usuários.

Por esse motivo, considere escolher um fabricante de elevadores que tenha experiência no mercado, para que possam avaliar o projeto e dimensionar o produto ideal de forma mais precisa.

Certificações dos produtos da empresa de elevadores

A legislação relacionada ao segmento de produção e manutenção de elevadores visa estabelecer um padrão de qualidade que as empresas do setor devem seguir. Assim, é indispensável checar se as empresas que você está considerando contratar se adequam às exigências estabelecidas, até mesmo nos casos de projetos de elevadores.

Opinião de clientes da marca

Se a opinião de outros clientes é considerada um fator decisivo para a aquisição de itens comuns no dia a dia, no caso dos elevadores, ela é ainda mais importante. São os clientes que poderão dar uma opinião neutra sobre a qualidade do equipamento, do serviço de manutenção, da equipe técnica, o atendimento e demais itens relacionados à empresa de elevadores.

Mesmo em tempos de internet, a propaganda de uma marca ainda ganha força com a opinião dos clientes. Especialmente porque, agora, conhecer a reputação do fabricante  de elevadores ficou muito mais fácil e acessível.

Equipe técnica e serviço de manutenção do fabricante de elevadores

A qualidade da equipe técnica é outro item indispensável na avaliação das empresas. É preciso lembrar que um projeto de qualidade não se restringe, necessariamente, ao elevador, mas também a sua manutenção de um modo geral.

Busque uma empresa cujo atendimento seja ágil, esteja disponível  24 horas, e tenha profissionais especializados que prestem um serviço de excelência.

Além do bom atendimento em caso de emergência, vale lembrar que os serviços de manutenção (preventiva e corretiva), modernização técnica e modernização estética de elevadores também devem ser prestados com a mesma qualidade. Dessa forma, você garante que o uso do equipamento será seguro para os passageiros, e evitará dores de cabeça com paradas e peças de reposição com qualidade inferior, por exemplo.

A Espel Elevadores atua no segmento de manutenção, assistência técnica especializada, venda e reposição de peças em elevadores desde 1986. Aliando tecnologia e alta qualidade de atendimento, fabricação, serviços e produtos, se destacando no mercado por seu suporte completo e dimensionamento personalizado dos projetos, de modo a proporcionar ao cliente toda a segurança e eficiência que ele procura. Se você deseja fazer um orçamento, fale com nossos especialistas!

Elevador externo é uma excelente opção para valorização do imóvel

Os elevadores são itens cada vez mais presentes em prédios residenciais e comerciais, condomínios e até em algumas residências, trazendo mais conforto e tranquilidade para as pessoas.

Porém, para que essas máquinas continuem a funcionar adequadamente é essencial que a manutenção de elevadores seja feita de forma correta e periódica.

Apesar disso, nem todo mundo se atenta a essa necessidade, e acaba acreditando que alguns sinais como barulhos e dificuldades em fechar a porta são normais devido ao uso do equipamento.

Ignorar esses indícios ou ainda tentar fazer a manutenção sem uma equipe especializada de um fabricante de elevadores, são erros que costumam acontecer e que podem colocar em risco a vida das pessoas que usam o elevador.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura e saiba tudo sobre a manutenção em elevadores.

Manutenção em elevadores: como deve ser feita?

É muito importante salientar que a manutenção em elevadores SEMPRE deve ser realizada por uma equipe técnica credenciada e que conte com um engenheiro responsável devidamente credenciado no CREA.

Muitos síndicos e até moradores acreditam que podem, sozinhos, resolverem os problemas que os elevadores apresentam, mas essa falta de perícia e de técnica pode ser ainda mais perigosas do que a negligência com a manutenção, colocando em risco a vida das pessoas que usam o equipamento.

Por isso, é essencial contar com uma equipe realmente especializada, com registro atualizado para a realização desse tipo de serviço.

Para os que residem na capital paulista, o síndico poderá solicitar à empresa o RIA (Relatório de Inspeção Anual) – item obrigatório a todas as empresas e que deve ser emitido anualmente, tanto online como em cópia física para o síndico, sendo que o mesmo deverá ser fixado no quadro de avisos.

Para aqueles prédios antigos, o cuidado com a manutenção de elevadores deverá ser redobrado, já que eles estão mais suscetíveis a acidentes e a maioria não segue às atuais normas da ABNT.

Nestes casos, vale à pena investir em uma modernização dos equipamentos, adequando-os à legislação vigente.

Além dos cuidados descritos, é muito importante não tentar “economizar” na hora de contratar a equipe de manutenção de elevadores, já que, muitas vezes, as empresas com preços mais baixos podem não realizar todos os reparos necessários, o que pode resultar em problemas futuros.

É fundamental contar com um consultor técnico, que irá avaliar a necessidade de todo o prédio e toda a documentação da empresa para que o condomínio tenha garantias de um bom serviço e de idoneidade.

Vale salientar que, por lei, todos os elevadores (incluindo os de carga e os residenciais) devem passar por uma manutenção, pelo menos, uma vez por ano – independente de eles apresentarem ou não problemas visíveis.

O QUE A FALTA DE MANUTENÇÃO DE ELEVADORES PODE GERAR?

Existem várias situações problemáticas que podem ser causadas justamente pela falta de manutenção em elevadores.

As manutenções periódicas, geralmente, incluem alguns serviços essenciais, como: a limpeza e a lubrificação de peças, o teste do alarme e dos intercomunicadores e a análise de todo o equipamento de elevador, garantindo que tudo está funcionando adequadamente.

Caso esses procedimentos não sejam feitos dentro do prazo ou de forma adequada, algumas situações podem acontecer, como:

  • Portas do pavimento e da cabine podem se abrir com o elevador em movimento;
  • As botoeiras externas e internas podem não funcionar;
  • A cabine pode parar em desnível com o pavimento;
  • A cabine pode parar entre os andares;
  • Os cabos de tração podem se romper, levando a queda do elevador;
  • Algumas pessoas podem ficar presas dentro do elevador;
  • Pode existir dificuldade no transporte de pessoas ou de cargas;
  • As quedas e outros problemas podem levar a acidentes graves e até a morte dos passageiros.

Cuidados importantes para manter e evitar manutenção de elevadores desnecessárias

Isso tudo pode acontecer devido ao desgaste natural das peças das máquinas ou também pelo uso incorreto do equipamento. Também é importante observar para que os elevadores não sejam usados de maneira incorreta, como:

  • Zelando para que o limite de peso máximo seja respeitado;
  • Orientando para que crianças pequenas não andem desacompanhadas;
  • Orientando para que os usuários não acionem várias vezes o botão de chamada (já que essa ação pode fazer com que o acionamento fique registrado no sistema elétrico e seja ativado em ocasiões não programadas);
  • Evitando que os usuários derramem líquidos na cabine, pulem ou façam brincadeiras perigosas.

Quando um problema acontecer, o que devo fazer?

Se você não realizou a manutenção em elevadores e algum problema aconteceu, o ideal é primeiro tentar manter a calma e logo em seguida acionar uma empresa certificada que poderá fazer o reparo da máquina.

Caso o elevador em questão esteja com passageiros, tente se comunicar com os mesmos através do interfone, deixando-os calmos e passando orientações importantes, como:

  • Aguardar a chegada do socorro;
  • Não tentar forçar a porta e nem sair do elevador com a porta aberta pela metade (já que o equipamento poderá subir ou descer repentinamente);
  • Não tentar sair pelo teto do elevador;
  • Evitar falar muito, já que pode haver certa restrição de ar no espaço.

Além disso, deverá evitar que outras pessoas não especializadas tentem realizar a manutenção no elevador e, após o resgate, é importante garantir que o elevador permaneça interditado e com as portas dos andares travadas, evitando que outras pessoas se acidentem. O equipamento somente poderá voltar a funcionar após a liberação da equipe técnica.

Como você pode notar, realizar a manutenção em elevadores com periodicidade e com equipes preparadas e certificadas é muito importante e pode evitar que acidentes graves aconteçam.

Ainda tem alguma dúvida sobre esse assunto? Fale com a Espel!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos