Por qual motivo as pessoas substituem as coisas, quando poderiam renovar, adaptar ou modernizar? Você sabia que um elevador geralmente tem uma vida útil de 20 a 30 anos, mas que com a modernização parcial elas podem estender para 50 anos o ciclo de vida do elevador

A modernização do elevador, além de estender a vida útil do equipamento, também pode trazer mais beleza, aumentar a segurança e melhorar o seu desempenho. Todas essas vantagens aliadas à economia de custos podem impactar positivamente e diretamente os proprietários de edifícios. 

Elevadores: substituição completa ou modernização parcial? 

Os elevadores são importantes agentes da mobilidade nas grandes cidades. Sem ele, os edifícios seriam inacessíveis. Por isso que, os elevadores devem ser mantidos em boas condições de funcionamento para que todos tenham um acesso mais facilitado e democrático aos espaços. 

Quando um elevador chega perto dos 30 anos, os proprietários precisam pensar se devem substituir ou modernizar seu aparelho. Instalar um elevador completamente novo é uma boa escolha, mas nem sempre cabe no orçamento, por envolver a compra de um equipamento novo, bem como a instalação do sistema, remoção e descarte do antigo.

Pensando em economizar e ter um elevador durável e eficiente, a modernização parcial pode ser uma excelente alternativa dependendo das condições atuais do seu elevador. É claro que, uma equipe técnica especializada deverá fazer uma análise prévia para verificar a possibilidade dessa modernização.

A modernização do elevador e, consequentemente, a extensão do ciclo de vida do elevador pode ser benéfico do ponto de vista econômico, mas também para o meio ambiente, uma vez que reduz a quantidade de resíduos gerados.  

Modernização do elevador: a abordagem do ciclo de vida 

elevador moderno

Quando você substitui um elevador a cada 50 anos ou mais, ao invés de a cada 30 anos, você gasta muito menos a longo prazo. Você também gera muito menos resíduos, portanto, essa pode ser uma boa opção a se considerar.

Quando falamos da modernização estética, os elevadores mais antigos podem ficar com aspecto de novo, o que agrada muito aos usuários do edifício, que prezam pelo conforto e beleza desse meio de transporte.

A instalação de novas portas, botões de chamada, painéis de controle, espelhos e revestimento da cabine do elevador oferece uma aparência totalmente moderna e uma experiência do usuário ainda melhor.

Melhorando o desempenho com a modernização técnica 

A modernização técnica gera melhora no desempenho e segurança dos equipamentos. Com a substituição do comando são reduzidos custos de operação, manutenção e falhas, além da economia de energia elétrica em até 40%, melhora no tráfego e tempo de espera.

Isso diminui a paralisação do equipamento, aumentando a vida útil dos elementos mecânicos, proporcionando viagens mais agradáveis, nivelamento preciso, partidas e paradas suaves.

Outras substituições também são bastante eficazes tais como: troca de componentes, limitadores de velocidade, máquinas de tração, botoeiras, indicadores de posição digital, sensores, dentre outros.

Análise prévia e personalizada dos elevadores 

Ao aconselhar os clientes sobre o que fazer com seus elevadores antigos, nós fazemos uma análise individual e aconselhamento caso a caso. Ao procurar a escolha que melhor se adapta às necessidades de cada cliente, nós aumentamos a confiança e construímos uma relação duradoura. 

Em muitos casos, os clientes podem precisar apenas da troca de alguns componentes individuais ou talvez de uma modificação parcial – não de um sistema totalmente novo e nossa equipe está preparada para orientar e sugerir as soluções adequadas para cada contexto e necessidade.

Muitos clientes ficam surpresos ao descobrir os benefícios e saber que um elevador mais antigo pode reduzir significativamente o consumo de energia por meio da modernização. 

As soluções de modernização são adaptadas às suas necessidades exatas, desde atualizações de componentes até a substituição total de equipamentos existentes. 

Sua finalidade é simples: manter seu equipamento funcionando com segurança e confiabilidade durante toda a vida útil do seu prédio.

Saiba mais e entre em contato aqui. Se quiser buscar mais informações, acesse as notícias e curiosidades no nosso blog.

Você já ficou preso no elevador? Sabe o que fazer nessas situações? Lembre-se que você nunca deve se colocar em nenhuma situação de risco ou perigo. Por isso, veja exatamente o que você deve fazer. 

Respire fundo 

Quando o elevador em que você está primeiro dá um solavanco e para entre os andares, sua reação instintiva pode ser entrar em pânico, especialmente se você for claustrofóbico. Mas não faça isso. Ficar nervoso só irá piorar as coisas, especialmente se você tiver um ataque de pânico e ninguém puder entrar para acudir naquele exato momento. Portanto, apenas respire e lembre-se de que tudo logo será resolvido. 

Pressione o botão de chamada 

Todos os elevadores têm botão de chamada de emergência, e há uma razão para eles estarem lá: para situações como esta. Alguns elevadores possuem um telefone de emergência para o mesmo fim. Sua ligação será feita para a empresa de manutenção de elevadores ou para a segurança do prédio sinalizando que há um problema com seu elevador. Se ninguém atender sua chamada, tente bater na porta para chamar a atenção das pessoas de fora para alertar que você está preso no elevador.

Tente sentar e relaxar 

Não importa a rapidez com que a manutenção do prédio seja chamada, você ainda terá que esperar que eles venham e resolvam o problema. Portanto, use esse tempo para distrair um pouco, se tiver um livro, leia ou navegue pelas redes sociais. 

Tente se distrair 

Se houver outras pessoas no elevador, tente conversar um pouco para quebrar o gelo e socializar. Nem sempre esse é o melhor momento para isso, mas se as outras pessoas estiverem tensas e preocupadas, bater um papo pode ajudar a descontrair, além de fazer o tempo passar mais rápido enquanto esperam.

Não pule ou abra as portas 

Por mais que seja tentador a ideia de tentar abrir as portas quando estiver preso no elevador, nunca o faça. Essa provavelmente é a dica mais importante. Tentar mover um elevador sozinho só pode piorar o problema. 

Se você estiver bem acima do solo, corre o risco de algum acidente. Você nunca sabe quando um elevador preso pode começar a se movimentar novamente e se você estiver saindo, pode se machucar.

Os filmes fazem parecer possível, mas essa ação nunca é recomendada. Preocupe-se com sua segurança e permaneça dentro da cabina aguardando uma equipe técnica solucionar o problema.

Fique calmo 

A coisa mais importante para fazer quando você está preso no elevador é manter a calma. Têm pessoas que realmente perdem o controle nessas situações imprevisíveis e isso não ajuda em nada. Os elevadores são muito seguros e, mesmo em caso, de algum problema, basta aguardar a resolução para que logo o elevador volte a funcionar e você volte à sua vida normal.

Lembre-se de que um elevador preso é uma ocorrência comum. Ao pressionar o botão de emergência do elevador, você está alertando pessoas que estão acostumadas a lidar com esse problema todos os dias e solucionar prontamente. 

Na Espel temos uma equipe de manutenção e assistência técnica disponível 24 horas por dia, até mesmo nos finais de semana para atender essas chamadas. Nossa equipe é muito experiente e preparada para solucionar com agilidade essas situações. 

Leia também nossos artigos:

    Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

    Essa é uma dúvida comum das pessoas. Na verdade, sim. A numeração do painel de elevador é de baixo para cima. Mas o fato, de você clicar neste artigo pode sugerir que você pensou que havia algo errado com eles, mas por quê?

    Muitos acreditam que faz mais sentido colocar os números de forma natural. Assim como lemos, da esquerda para a direita, de cima para baixo. Mas esse método não é muito confortável em todos os casos. Aqui está um exemplo.

    Dê uma olhada no teclado do seu computador. Como os números estão organizados?

    Uma vez que um computador nada mais é do que uma extensão de uma calculadora, o teclado numérico se assemelha ao de uma calculadora.

    calculadora

    Esse conceito é conhecido como mapeamento.

    Mapeamento 

    É um dos conceitos do design de interação criados por Don Norman para melhorar a experiência do usuário na interação com produtos (visibilidade, feedback, restrições, mapeamento, consistência, significantes). Tecnicamente, significa a relação entre os elementos de dois conjuntos de coisas.

    Se tiver interesse, leia mais sobre os conceitos de design de interação neste link!

    O teclado numérico foi mapeado para o de uma calculadora. Isso ajuda na fácil adaptação de novas tecnologias.

    Outro exemplo? 

    Dê uma olhada no teclado de discagem do seu celular, adivinhe da onde ele vem?

    A correspondência espacial entre o layout dos controles e os dispositivos controlados torna fácil determinar como usá-los. 

    – Don Norman

    Quando você entra em um elevador, seu cérebro mapeia os andares do prédio com o painel de elevador. Então, se você quiser ir em direção ao topo do edifício, você começará a olhar pelo topo do painel de controle, e se você quiser ir em direção ao estacionamento? Resposta correta! Você vai olhar de baixo para cima.

    Além disso, se você se lembrar de sua visita a um hotel ou, na verdade, a qualquer prédio de apartamentos, deve ter notado que os números dos quartos começam com 100 ou 101, representando o primeiro andar. 201, 202, 203 representando o 2º andar e assim por diante. Você vê que isso cria um mapeamento direto entre andares, apartamentos e o painel de elevador. Todos numerados de baixo para cima. Os botões refletem sua presença no mundo real. Isso ajuda na tomada de decisão mais rápida.

    As pessoas não são tão pacientes esperando dentro de um elevador (é por isso que existem aqueles espelhos instalados lá), elas geralmente estão com pressa para chegar em uma reunião, para pegar um voo, para pegar o último ônibus depois do trabalho. Então, por que gastar mais um momento pensando em qual botão apertar? Ou o pior de tudo apertar o botão errado e esperar que as portas abram e fechem.

    Agora a questão é: os números devem aumentar horizontalmente ou verticalmente? Como nos sentimos confortáveis lendo da esquerda para a direita, os números dos andares também devem ser organizados dessa forma.

    botoeira painel de elevador

    Conclusão 

    Tudo deve ser pensado do ponto de vista do usuário. O usuário olha para cima para encontrar seu andar ou para baixo se estiver saindo do prédio. E é assim que a organização dos botões do painel de elevador devem ser distribuídos. 

    Esses outros conteúdos também podem te interessar:

    Aprendeu algo novo nesse artigo? Se achou interessante envie para seus amigos e siga nossas redes sociais para mais curiosidades.

      Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

      Alguns de nós utilizam o elevador muitas vezes em um mesmo dia e todos nós usamos muito o elevador dentro de um ano. É algo muito comum e corriqueiro no cotidiano, principalmente se você vive em condomínio residencial ou trabalha em um prédio comercial. 

      Mas, você sabe quando surgiu o elevador? Qual o primeiro elevador urbano criado? Ou quanto tempo da sua vida você passará esperando elevador? Abaixo respondemos essas e outras curiosidades sobre elevadores muito interessantes e algumas até divertidas. Confira! :)

      1- Meio de transporte 

      Você sabia?

      Os elevadores são considerados meios de transporte, assim como trem, avião, carro, bike, navio… Pois assim como esses, eles te levam de um lugar ao outro!

      2- São seguros 

      Você sabia?

      Assim como qualquer meio de transporte existem riscos de acidentes. Porém, o elevador é muito mais seguro do que um carro, por exemplo. A média de mortes causada por acidentes em elevador por ano é de 26, já no carro é de 141 por hora, sendo a maioria técnicos que trabalhavam na manutenção. 

      3- Tração humana 

      Você sabia?

      Na Roma antiga, o Coliseu tinha 24 elevadores, que eram operados por mais de 200 escravos.

      4- Surgimento 

      Você sabia?

      Segundo os registros, o primeiro elevador da História foi desenvolvido por um arquiteto romano chamado Marcos Vitrúvio Polião no século 1 a.C. Ainda assim, existem relatos de que o matemático Arquimedes teria desenvolvido uma forma primitiva de elevador já no século 3 a.C na Grécia. 

      5- Espaço pequeno 

      Você sabia?

      O elevador foi projetado para transportar no máximo uma pessoa a cada 70 cm. 

      6- Queda livre 

      Você sabia?

      Um dos raros casos de queda livre de elevador ocorreu em 1945, depois que um avião colidiu contra o Empire State Building, em Nova York e o elevador despencou 75 andares. A única pessoa no elevador era uma ascensorista e ela sobreviveu graças aos cabos que enrolaram no poço e amorteceram a queda da cabina. 

      desenho com elevador

      7- Escadas rolantes 

      Você sabia?

      Existem vinte vezes mais elevadores no mundo do que escadas rolantes. Isso pode ser explicado porque existem muito mais prédios residenciais e comerciais por aí, já escadas rolantes são instaladas exclusivamente em shoppings, aeroportos e outros grandes centros de compras. 

      8- Mar de gente 

      Você sabia?

      A cada 3 dias a média é de que os elevadores ao redor do mundo transportem 7 bilhões de passageiros, o que é quase toda a população do planeta. 

      9- Altura 

      Você sabia?

      A altitude máxima que um cabo de elevador pode chegar é de 518 metros, ou cerca de 170 andares.

      10- Cabo seguro 

      Você sabia?

      Em 1852, Elisha Otis inventou um dispositivo que impede o rompimento do cabo de suspensão do elevador, dando origem aos elevadores seguros. O primeiro elevador de passageiros foi inaugurado por ele em 23 de março de 1857, numa loja de 5 andares em Nova York.

      11- Andar errado 

      Quem nunca apertou o botão do andar errado? 

      Para evitar passear a toa, muitos sistemas permitem que você cancele a operação apertando duas vezes o botão do andar selecionado ou mantendo pressionado por alguns segundos. 

      curiosidades sobre elevadores

      12- Elevador urbano 

      Você sabia?

      O primeiro elevador urbano do mundo foi o Elevador Lacerda, inaugurado em 1873 em Salvador. Tem 72 mil metros e transporta mais de 900 mil passageiros por mês. 

      13- Estimativa 

      Você sabia?

      As estimavas apontam que existam mais de 12 milhões de elevadores em funcionamento pelo mundo atualmente.

      14- Elevador no palácio 

      Você sabia?

      Em 1743, o Rei Luís 15 da França mandou instalar um elevador no Palácio de Versalhes para que ele pudesse subir e descer de seu quarto, no primeiro andar, ao de sua amante, situado no segundo.

      15- Adolf Hitler 

      Você sabia?

      Durante a Segunda Guerra Mundial, quando Adolf Hitler visitou Paris, os franceses cortaram os cabos do elevador da Torre Eiffel para que o Führer tivesse que subir de escadas até o topo.

      16- Empire State 

      Você sabia?

      Esse arranha-céu norte-americano conta com 102 andares e está entre os prédios mais altos do mundo. Tem um total de 73 elevadores. 

      17- No Brasil 

      Você sabia?

      O primeiro elevador do Brasil foi instalado no Palácio das Laranjeiras, prédio oficial do governo do Rio de Janeiro, em 1906.

      18- Boa companhia 

      Você sabia?

      Uma pesquisa apontou que, se as pessoas pudessem escolher uma celebridade para ficar presa no elevador, a Beyoncé seria a escolha da maioria dos participantes e o Donald Trump a última opção. 

      curiosidades sobre elevadores

      19- Longa espera 

      Você sabia?

      Um estudo realizado em Nova York apontou que os trabalhadores passam o equivalente a 16,6 anos esperando por elevadores ao longo da vida. 

      20- Vou a pé 

      Você sabia?

      Um outro estudo revelou que 17% das pessoas prefere ir de escada do que pegar o elevador com alguém que não gosta. 

      E aí, o que achou das curiosidades sobre elevador? Se gostou, compartilhe com seus amigos!

      Os elevadores automotivos carregam um conceito de inovação, pensados para trazer mais conforto aos moradores de edifícios de luxo. Alguns lançamentos imobiliários super modernos, principalmente em grandes metrópoles já utilizam esse conceito em edifícios de alto padrão e hi-tech.

      Com a densificação urbana contínua, a necessidade de espaço para estacionamentos que ocupem menos espaços cresce. Essa é a solução ideal para uso em empreendimentos localizados em ambientes urbanos movimentados.

      O que é e quando surgiu? 

      O elevador automotivo é, basicamente, um elevador para carros, utilizado para levar os veículos do térreo ao andar desejado. Ainda pouco utilizado no mercado imobiliário brasileiro, começou a aparecer mais por conta da demanda de compradores.

      Lugares como Estados Unidos (Miami e Nova Iorque) e Cingapura já utilizam skydrive e artistas como Nicole Kidmann, contam com essa tecnologia exclusiva e moderna.

      O primeiro uso dessa tecnologia surgiu com o edifício chamado Hamilton Scotts, em Cingapura, com 30 andares e 56 apartamentos, cada um com duas vagas de garagem. Nesse empreendimento, o veículo pode ser admirado da sala de estar, por uma divisão de vidro entre o ambiente da sala e a garagem e funciona como um item decorativo, ideal para os apaixonados por carros. 

      Como funciona? 

      Os elevadores automotivos permitem que o morador suba com seu carro e possa estacionar em seu apartamento ou ainda em estacionamento em outros andares. 

      Dependendo de como for construído, o morador poderá realizada a chamada do equipamento dentro do seu próprio veículo e terá espaço suficiente para manobra, além da possibilidade de entrar de frente ou de ré. 

      Ao passar pela porta da cabina continuará até chegar ao andar do seu apartamento, com muita facilidade. Por questão de segurança, os elevadores automotivos geralmente contam com sistema de monitoramento de entrada e saída do carro para evitar acidentes. A porta será fechada apenas após completa passagem. 

      Onde instalar? 

      Os elevadores automotivos podem ser instalados em prédios de luxo, como citamos acima, mas também em estacionamentos, concessionárias, showrooms, lojas de automóveis e casa de colecionadores. 

      Esse tipo de elevador oferece aos arquitetos e proprietários de imóveis maior flexibilidade no projeto, o que pode ajudar a reduzir o custo de áreas comerciais e possibilitar uma economia significativa de espaço, além agregar valor ao imóvel.

      O produto final são equipamentos muito seguros, robustos e convenientes, com uma vida útil tão longa quanto o próprio edifício.

      Para instalação de elevadores automotivos, algumas exigências precisam ser atendidas, como estar enquadrado na norma NBR 14712, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que estabelece os requisitos de segurança necessários para construção e instalação desse tipo de elevador.

      Benefícios dos elevadores automotivos

      Além do conforto de não precisar sair do carro, se deslocar do estacionamento até o elevador e chegar até seu apartamento, você também economiza tempo. A facilidade também é outro ponto, uma vez que fica muito mais fácil descarregar compras de mercado, sem precisar utilizar o carrinho de compras do prédio e muito menos carregar várias sacolas nas mãos no elevador tradicional. 

      Para quem sofre de doenças crônicas, como dores nas costas ou artrite, essa também é uma excelente opção, além de idosos e outras pessoas com dificuldade de locomoção. 

      Outras vantagens que não podemos deixar de considerar é a valorização do imóvel, alta durabilidade da instalação e a segurança no transporte.

      Características principais 

      • O elevador de automóvel conta com comandos colocados em todos os pavimentos.
      • Trata-se de um elevador robusto voltado para suportar pesos de 3.200 kg.
      • Oferece acesso às portas de pavimento unilateral ou por lados opostos.
      • A carga colocada no elevador de automóvel deve respeitar a carga nominal do elevador para não haver prejuízos ou danos.
      • Todos os equipamentos são fabricados em conformidade com a classe B da norma técnica ABNT NNR 14712.
      • É permitido o motorista e passageiros apenas dentro do veículo no transporte.

      Acesse a tabela com as especificações aqui! Saiba mais sobre o elevador de automóvel. Se preferir entre em contato e tire dúvidas direto com um representante Espel pelo email [email protected].

      Instalados em uma ampla variedade de empresas e edifícios, o elevador de serviço é adequado para quase todos os ambientes. 

      Sem comprometer a segurança e proteção, o serviço eleva o transporte de mercadorias e pessoas entre edifícios de vários andares de maneira eficiente e oportuna.

      Alguns dos tipos de edifícios que se beneficiam de elevadores de serviço incluem:

      • Hotéis
      • Hospitais
      • Restaurantes
      • Escolas
      • Escritórios e prédios empresariais
      • Residências

      Seguindo os regulamentos de construção e adaptando-se às necessidades de um negócio, elevadores de serviço ajudam a facilitar o fluxo de pessoas de maneira organizada. 

      Legislação 

      É importante enfatizar que funcionários não podem ser proibidos de utilizar os elevadores “sociais”. Neste ponto convergem as leis municipais e estaduais sobre uso de elevadores em quaisquer condomínios.

      As leis também prevêem, em geral, a obrigatoriedade de colocação de placas sobre esta determinação, no elevador ou áreas sociais. No município de São Paulo-SP, foi regulamentado até o tamanho mínimo da placa. E há multas previstas para o descumprimento das disposições legais. A lei varia de acordo com cada estado e município, por isso, fique atento. 

      É comum haver muitas reclamações no condomínio relacionadas ao uso do elevador de serviço ou social e muitas vezes acontece até de ser levado à justiça trabalhista por discriminação. Importante deixar claro que o elevador social e de serviço podem ser usados tanto para funcionários quanto para moradores, não havendo distinção alguma. 

      Portanto, empregadas domésticas, porteiros e seguranças podem utilizar normalmente ambos os elevadores. As proibições apenas valem sobre o que pode ou não ser transportado nesses elevadores. 

      Saiba mais sobre as diferenças no nosso artigo elevador social x elevador de serviço

      O que pode ser transportador no elevador de serviço? 

      O elevador de serviço, como mencionamos acima, é indicado para transporte de pessoas e algumas cargas como caixas, compras, móveis e eletrodomésticos em dias de mudanças, e também é orientado para trânsito de banhistas e pessoas com pets. 

      Dependendo das normas de cada condomínio pode ser também orientado o uso do elevador de serviço para transporte de comida e lixo, por conta do cheiro que fica no elevador e pode impregnar e atrapalhar outros moradores. É uma questão de bom senso e etiqueta e as normas variam de acordo com cada prédio.

      O elevador de serviço também pode ser indicado a prestadores de serviços, que venham realizar alguma manutenção e traga equipamentos e máquinas que podem atrapalhar a circulação de pessoas dos moradores ou funcionários de um prédio empresarial entre os andares.

      Em caso de dúvida consulte o regulamento interno do seu condomínio e as leis vigentes no estado ou município em que reside. Se precisar, convoque assembleias para conversar com todos os envolvidos e decidir novos regulamentos em caso de necessidade. Se você presenciar algum tipo de discriminação racial ou de outra ordem, denuncie

      Manutenção em dia 

      Independentemente do tipo de elevador, a manutenção deve estar em dia, seja do elevador social ou do elevador de serviço. Ambos devem realizar a manutenção preventiva para garantir seu correto funcionamento. 

      As vezes, alguns condomínios podem negligenciar a manutenção programada e preventiva do elevador de serviço, por ser menos utilizada do que o elevador social. Entretanto, em caso de falhas ou interrupção do funcionamento, essa atitude pode sobrecarregar o uso do elevador social, além de colocar em risco a segurança das pessoas. Confira nosso artigo sobre plano de manutenção preventiva e veja o que fazer. 

      Essa é uma das atribuições do síndico do condomínio, dentre muitas outras necessárias para manter o condomínio em ordem e pleno funcionamento. 

      Além disso, o síndico tem a grande responsabilidade de fazer uma boa escolha de empresa de instalação de elevadores e manutenção para que preste um serviço eficiente. É essencial que a empresa contratada tenha assistência 24 horas, afinal em grandes condomínios o trânsito de pessoas é intenso. 

      Conheça a história da Espel e saiba um pouco sobre nossa trajetória e experiência no ramo de elevadores. Qualquer dúvida, entre em contato: [email protected]

        Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

        Você sabe quais os principais cuidados no uso do elevador? Para milhões de pessoas andar de elevador é uma atividade frequente no dia a dia de trabalho. Muitas pessoas também moram em condomínios então, além do ambiente de trabalho, ainda utilizam o elevador em casa. Se você usa elevadores no trabalho ou em prédio residencial, siga essas recomendações do que fazer e não fazer para se manter em segurança.

        O que fazer 

        • Cuidado ao entrar ou sair de um elevador para evitar tropeçar.
        • Segure o corrimão se houver um disponível e fique próximo às paredes, longe da porta.
        • Fique calmo se ficar preso em um elevador. Use o botão de alarme do elevador ou o botão de contato de emergência para obter ajuda.
        • Tranquilize e acalme qualquer pessoa que esteja em pânico por estar presa no elevador.
        • Fique parado no elevador – não tente abrir as portas e aguarde as instruções de segurança. O interior de um elevador é o lugar mais seguro para se estar enquanto o elevador está parado. 

        O que não fazer 

        • Não use um elevador em caso de incêndio. Em vez disso, vá pelas escadas.
        • Nunca pegue um elevador excessivamente lotado. Ele pode estar atingindo sua capacidade de peso, então é melhor esperar pelo próximo, até porque em tempos de pandemia deve-se evitar aglomerar.
        • Nunca se apoie ou empurre alguém contra uma porta.

        Dicas e cuidados no uso do elevador 

        • Cuidado com os degraus – o elevador pode não estar perfeitamente nivelado com o chão.
        • Fique longe das portas – mantenha as roupas e bolsas/mochilas longe da abertura das portas para evitar prender.
        • Segure crianças e animais de estimação com firmeza.
        • Os passageiros mais próximos das portas devem se mover primeiro quando o elevador chegar.
        • Pressione e segure o botão PORTA ABERTA se as portas precisarem ser mantidas abertas ou peça a alguém para apertar o botão para você.
        • Nunca tente impedir o fechamento de uma porta, espere o próximo elevador.
        • Preste atenção às indicações do piso.
        • Se as portas não abrirem quando o elevador parar, pressione o botão PORTA ABERTA.

        O que fazer em caso de emergência? 

        • Se o elevador parar entre os andares, não entre em pânico. Há bastante ar no elevador.
        • Nunca tente sair se o elevador estiver parado com as portas fechadas.
        • Use o botão ALARME ou AJUDA, o telefone ou o intercomunicador para pedir assistência.
        • Acima de tudo, espere a chegada de ajuda qualificada e nunca tente sair de um elevador com problema.
        • A iluminação de emergência acenderá em caso de falha de energia.

        Cuidados no uso do elevador na pandemia 

        Além de evitar aglomerações no elevador, procure sempre higienizar as mãos com álcool em gel depois de usar um elevador. Bastante gente circula pelos andares e utiliza o elevador o tempo todo e você nunca sabe quem pode estar contaminado com o vírus. Use sempre máscara também ao utilizar um elevador, mesmo que esteja sozinho, pois o ar pode estar contaminado no ambiente fechado. 

        Reforce a higienização diária do elevador pela equipe de limpeza do prédio. Confira nosso artigo de como limpar elevador de inox

        Conclusão

        Uma forma de garantir o bom funcionamento do elevador e menos chances de acidentes e falhas na segurança é realizar a manutenção preventiva do elevador. Além disso, na hora de contratar uma empresa de instalação de elevadores deve-se levar em consideração diversos fatores. 

        Por mais que uma empresa experiente seja contratada para instalação e manutenção preventiva, problemas podem acontecer que fogem ao controle, por isso, ter uma equipe técnica capacitada que responde prontamente 24 horas por dia, 7 dias por semana também faz toda a diferença para solucionar problemas e situações emergenciais e corretivas.  

        Para mais informações e artigos informativos acesse nosso blog!

          Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

          Durante muito tempo, os proprietários consideraram o elevador hidráulico residencial um acessório de luxo. Em alguns casos, também é considerado necessário por razões médicas, por pessoas que tem alguma dificuldade de locomoção e mobilidade. 

          Ter um elevador residencial vem com um conjunto de vantagens. Se você está pensando em instalar um elevador residencial, mas não tem certeza ainda, aqui estão alguns benefícios que você pode ganhar e que podem ajudá-lo a decidir.

          1. Funcionalidade 

          Um elevador doméstico não será um daqueles equipamentos que ficam abandonados em casa acumulando poeira e sem utilidade. Pelo contrário, será um recurso funcional que pode fazer uma grande diferença e tornar a vida muito mais simples. Já pensou como será fácil se deslocar pelos andares da sua casa, sem ter que ficar subindo e descendo escadas? O elevador residencial também evita o trabalho de carregar itens pesados ​​e grandes pelas escadas, o que pode ser perigoso e causar acidentes.

          Se você tem um membro da família com dificuldade de locomoção, a instalação de um elevador hidráulico residencial ou plataformas elevatórias pode tornar mais fácil o acesso de toda a extensão da casa. Como o elevador não é difícil de operar, ele pode ser instalado até mesmo para uma pessoa idosa que mora sozinha, trazendo mais segurança para ela. 

          2. Economiza espaço 

          Se você está pensando em instalar um elevador hidráulico residencial antes de iniciar a construção de sua casa, não será apenas uma adição requintada à casa, mas também irá economizar espaço. 

          Movidos por um pistão hidráulico que costuma se localizar embaixo do equipamento, hoje o elevador hidráulico residencial dispensa a necessidade de casa de máquinas.

          Diferencial que aumenta sua popularidade e procura,  afinal sua central hidráulica fica localizada no fundo do poço e utiliza-se do próprio batente da porta do pavimento para instalação do comando.

          3. Economiza energia elétrica

          Esse tipo de elevador é mais econômico, não havendo gasto de energia na operação de descida, o que traz bastante economia na conta de energia elétrica. Além disso, são silenciosos e possuem uma descida mais leve em comparação aos elétricos.

          4. Mais potência

          O elevador hidráulico residencial é muito eficiente. Possui maior potência e força em relação aos outros modelos de elevadores. Além disso, ao contrário dos elétricos, os elevadores automotivos hidráulicos não dependem da força de um motor para levantar o peso, eles funcionam apenas pela pressão gerada dos pistões.

          5. Aumenta o valor da sua propriedade 

          A maioria dos compradores de imóveis será facilmente atraído por uma casa com um elevador funcional. Esse é um dos itens que contribuem para a valorização de um imóvel. Para a maioria das pessoas, ao comprar uma casa, a acessibilidade futura é vital, por isso ter um elevador hidráulico residencial pode parecer uma ideia lucrativa para elas. 

          Com um elevador residencial já instalado, a maioria dos compradores não precisa se preocupar em ter que se mudar novamente se alguém da família começar a apresentar problemas de mobilidade em decorrência de doenças ou acidentes. Por causa disso, eles podem estar mais dispostos a comprar uma casa com elevador do que uma casa com escadas. Além disso, essas pessoas podem estar mais dispostas a investir um valor maior por essa conveniência adicional.

          6. Mais segurança 

          São os únicos equipamentos com recurso automático de resgate, graças a possibilidade de descida utilizando apenas a gravidade, gerando muito mais tranquilidade e segurança aos passageiros. 

          Na falta de energia, os elevadores hidráulicos contam com um mecanismo que alinha o elevador no piso térreo de forma automática. Isso é possível pois ele possui um sistema de descompressão, que é acionado em casos de queda de energia elétrica.

          7. Mais beleza 

          O elevador não é apenas funcional, mas também adiciona um apelo estético à sua casa. O elevador hidráulico é a escolha de muitos engenheiros e arquitetos pela sua enorme versatilidade estética, especialmente quando falamos de elevadores panorâmicos, que contam com este sistema.

          É claro que a funcionalidade fala mais alto na hora da escolha, mas o visual e beleza dos elevadores também pode ser visto como um ponto positivo e adicional. 

          8. Baixa manutenção

          Outra grande vantagem dos elevadores hidráulicos é que eles têm baixo custo de manutenção. Isso ocorre porque o equipamento opera à base de fluídos, pois o elevador hidráulico é também um equipamento auto-lubrificante, ou seja, dispensa a necessidade de óleos.

          Conclusão 

          Ter um elevador hidráulico residencial instalado em sua casa é, definitivamente, um investimento que vale a pena. É uma ótima maneira de você desfrutar da conveniência e, se você decidir vender a casa, certamente contribuirá para achar mais pessoas interessadas na aquisição. Temos um artigo também que falamos sobre outros modelos de elevadores, que você pode considerar. 

          Se você já estiver considerando fazer uma compra, saiba o que você deve saber para fazer uma boa escolha de empresa de instalação de elevadores

            Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

            Se você administra ou possui um prédio comercial de vários andares, precisará selecionar uma empresa de instalação de elevadores para realizar a manutenção do seu elevador. Um elevador funcional e de alta qualidade permitirá que clientes e funcionários circulem rapidamente e com segurança entre os andares do seu edifício.

            Para escolher a melhor empresa de serviços, você precisará avaliar os serviços que eles fornecem, sua reputação, seu horário de funcionamento e como eles tratam seus clientes. A seguir estão algumas dicas para escolher uma boa empresa de instalação de elevadores.

            1- Serviços que fornecem 

            Várias empresas fornecem serviços diferentes, portanto, você precisará selecionar aquela que melhor atender às suas necessidades. Se você estiver construindo um novo prédio de vários andares, você precisa de uma empresa que tenha experiência com instalação de elevador. 

            A construção de uma nova estrutura do zero envolve não só conhecimento técnico especializado e complexo, mas também autorizações e permissões para garantir o funcionamento seguro do elevador. Uma empresa com muitos anos de experiência nesse serviço já está familiarizada com os trâmites e fará todo o possível para garantir que tudo saia conforme o planejado e dentro do prazo estipulado. 

            Uma empresa que realize instalação de elevadores, certamente também fará a manutenção, portanto, considere escolher uma empresa que vá te acompanhar por longos anos e garantir o pleno funcionamento do seu elevador sempre. 

            2- Reputação na comunidade 

            Se você está construindo um novo prédio, seu arquiteto provavelmente tem algumas empresas para recomendar. Se você está procurando instalação e manutenção de elevadores, pode perguntar aos operadores de instalações de edifícios de vários andares que empresa eles contratam para o serviço. 

            Você também pode acessar a internet para verificar as avaliações dos clientes no Google ou até mesmo nas redes sociais para ver o que estão falando sobre a empresa, qual é a sua reputação no mercado. 

            3- Horários de funcionamento 

            Você certamente vai querer encontrar profissionais de instalação de elevadores com horários de funcionamento que se alinhem com as necessidades do seu prédio. Ao gerenciar um prédio comercial, é melhor ter empresas disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, em caso de emergência. Por exemplo, se houver um problema sério com o seu elevador, esse é um problema de segurança e precisa ser resolvido o mais rápido possível.

            4- Atendimento ao cliente

            As práticas de atendimento ao cliente desta empresa desempenharão um papel significativo em seu relacionamento comercial. Isso deve começar com a pessoa que atende o telefone. Ela é amigável, profissional e prestativa? O reparador ou representante da empresa que chega à sua porta é bem informado, rápido e competente? Todas essas são perguntas cruciais que você deve responder antes de assinar o contrato de manutenção ou instalação de elevadores na linha pontilhada.

            Boas empresas podem instalar, manter e reparar seus elevadores. Antes de contratar uma empresa, verifique seus serviços, reputação na comunidade, horário de funcionamento e práticas de atendimento ao cliente. Um elevador é um equipamento importante em seu prédio; por isso é imprescindível que seja funcional, confiável e seguro. Uma empresa de primeira linha será capaz de fazer tudo isso e muito mais.

            Saiba mais sobre a Espel Elevadores, desde 1986 opera com instalação, manutenção, assistência técnica especializada, modernização de elevadores, venda e reposição de peças em elevadores multimarcas. Qualquer dúvida entre em contato!

              Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

              Uma casa de máquinas de elevador é uma sala que abriga as máquinas e os controles elétricos que operam um elevador. É lá que é colocada a máquina de tração, quadro de comando, painel seletor, limitador de velocidade e outros componentes da instalação do elevador.

              Normalmente, o acesso à casa de máquinas de elevador está localizado em um corredor público, mas a sala deve ser totalmente fechada ou protegida contra acesso não autorizado.

              A casa de máquinas do elevador deve ser bem ventilada e fornecida com um ambiente controlado para evitar danos ao equipamento. 

              Onde fica situada a casa de máquinas? 

              Geralmente fica na parte superior de edifício, exatamente acima da caixa de corrida do elevador. Mas, em alguns prédios mais antigos, ou no caso de equipamentos hidráulicos ela pode ficar na parte inferior, no térreo ou subsolo. 

              Quem pode ter acesso à casa de máquinas? 

              Por ser considerado o coração dos condomínios, essa sala só pode ser acessada por pessoas autorizadas, como síndico, zelador e técnico da manutenção do condomínio. O acesso é restrito para evitar acidentes. 

              Componentes da casa de máquina 

              Dentro da casa de máquina você encontra alguns componentes indispensáveis para funcionamento de elevadores para condomínio e prédios. São esses:

              1- Máquina de tração do elevador 

              Essa é uma máquina grande que atua diretamente na movimentação do elevador. Você verá cabos passando pela polia e o impacto do freio. O motor aciona o eixo principal e o eixo aciona a engrenagem de redução e gira a polia. Ela é responsável pelas subidas e descidas da cabina e contrapeso. O seu freio eletromecânico ajuda a manter a cabina paralisada e os cabos de tração sustentam a cabina. 

              2- Motor de tração 

              O motor de tração transforma a energia da rede elétrica em movimento. A potência das máquinas de tração podem variar de acordo com o tipo de instalação, se forem pequenas até 5CV e grandes até 75 CV. 

              Pode ser acionada por dois tipos de correntes: alternada ou contínua. Podem ter uma ou mais velocidades.

              3- Limitador de velocidade 

              Essa pequena polia é utilizada para controlar a velocidade. Foi a partir dessa invenção que passou a ser permitido que pessoas utilizassem esse meio de transporte em 1853. Quando o elevador excede a velocidade, o limitador desliga o motor e aciona um freio de emergência. Trata-se de um componente essencial para segurança dos passageiros.

              4- Quadro de força do elevador 

              O quadro de força, como o nome já indica, é um quadro de energia. Ele é o responsável por entregar energia suficiente para o elevador funcionar. Ele protege a instalação elétrica e permite que o elevador seja ligado ou desligado. Antes da eletricidade ir para o motor ele necessariamente deve passar pelo quadro de comando.

              5- Quadro de comando do elevador 

              Um dos itens mais fundamentais, o quadro de comando controla todas as funções do elevador. Ou seja ele processa informações e controla as respostas como tráfego, velocidade e precisão nas paradas. É o cérebro de toda a operação. Sua lógica pode ser operada através de relés ou circuitos eletrônicos com lógica digital.

              Cuidados com a casa de máquinas de elevador 

              casa de máquinas

              Não use o espaço como depósito 

              Por mais que o maquinário da casa de máquinas não ocupe todo o espaço, evite usar a sala para outros fins, colocando materiais e equipamentos diversos para depósito. Por questão de segurança, a casa de máquinas deve ser preservada e exclusiva.

              Se preocupe com a climatização 

              O maquinário deve permanecer bem ventilado, por isso que o ideal é ter ar condicionado na sala. A temperatura deve ser estável e evitar o superaquecimento que pode atrapalhar no seu funcionamento ou causar danos aos componentes. Caso não seja possível a instalação do ar condicionado, uma ventilação mecânica ou natural pode ser suficiente. Consulte o técnico de manutenção.

              Garanta um ambiente iluminado 

              O ambiente precisa ser bem iluminado e possuir uma ligação independente das máquinas e qualquer outro equipamento. Qualquer dúvida, consulte o técnico da manutenção.

              A casa de máquinas deve conter extintor de CO2, com vistorias periódicas. Outra dica é manter a sala sempre trancada e a chave deve ser exclusiva para pessoal autorizado, como citamos mais acima.

              Cuidado com água 

              De maneira nenhuma deve ser realizada limpeza dos pisos ou paredes com água, pois isso pode ser prejudicial ao elevador. Fique esperto também às infiltrações na casa de máquinas, caixa e poço. Se for identificado o problema, resolva rapidamente. 

              Elevador com ou sem casa de máquinas? 

              Uma das dúvidas principais na hora de instalar um elevador é saber qual escolher, um com casa de máquinas ou sem casa de máquinas. O elevador sem casa de máquinas utiliza tecnologia para diminuir o maquinário ao máximo possível.

              Os equipamentos são menores e são instalados na parte interior da caixa de corrida. Componentes como quadro de comando, máquina de tração e outros são colocados no topo da caixa de corrida e lateral da porta de pavimento do último andar. 

              Agora, a vantagem de optar por um elevador sem casa de máquina é a otimização do espaço. Com isso, poderá ser criado uma área coberta ou outros investimentos que valorizam o imóvel.

              Nossos elevadores atendem as normas de acessibilidade ABNT NBR 12892 ou NBR NM 313. E são completamente personalizáveis para se adequar aos diferentes projetos. A Espel oferece manutenção periódica para garantir total segurança dos elevadores. Entre em contato e saiba mais: [email protected]

                Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos