O que um síndico precisa saber sobre manutenção de elevadores? 8 itens fundamentais!

HomeÚltimas do BlogO que um síndico precisa saber sobre manutenção de elevadores? 8 itens fundamentais!

Ser síndico não é uma tarefa fácil, afinal são inúmeras questões que estão sob a sua responsabilidade, como o orçamento do condomínio, a gestão fiscal e contábil, o gerenciamento dos funcionários, o bem- estar dos condôminos e muitas outras.

Além de todas essas atribuições, nos prédios comerciais ou residenciais que possuem elevadores, ainda é preciso ficar atento às condições desses equipamentos e à sua manutenção, evitando problemas graves que podem colocar a vida das pessoas em risco.

Você é síndico e não sabe quais são os pontos importantes que precisa se atentar sobre os elevadores no seu prédio? Continue a leitura e veja os itens fundamentais que você precisa saber!

1- Faça a manutenção periódica

Definir qual será a empresa de manutenção de elevadores e qual a periodicidade do trabalho faz parte das suas atribuições. Portanto, não se esqueça de incluir essa atividade na sua lista de atividades. O ideal é que você conte com uma empresa parceira, que já conheça os seus equipamentos e que possa realizar uma vistoria em todas as máquinas mensalmente. Ou seja, conferir o estado dos sistemas de transmissão, dos freios de emergência, dos cabos de aço e do limitador de velocidade.

2- É preciso ficar de olho nos problemas mais comuns

Mesmo realizando a manutenção preventiva dentro do período estipulado, eventualmente podem acontecer alguns sinais de mau funcionamento, como:

  • Mau contato no ajuste das portas com o pavimento;
  • Desalinhamento da barreira infravermelha (evitando que as portas se fechem enquanto algum passageiro está embarcando);
  • Luzes queimadas;
  • Velocidade fora do comum (muito rápido ou muito lento);
  • Ruído e vibrações.
  • Se notar algum desses problemas, o mais recomendado é SEMPRE buscar ajuda técnica o mais rápido possível, orientando os passageiros para que não usem o elevador até que o problema esteja solucionado.

3- Síndico não é equipe técnica de manutenção de elevadores

Muitos dos acidentes com elevadores acontecem por que os síndicos e zeladores acreditam que podem resolver sozinhos os problemas que as máquinas podem apresentar. Isso significa que, ao detectarem alguns dos problemas que citamos acima, eles tentam por conta própria dar fim à questão.

Porém, na grande maioria das vezes, essas pessoas não possuem nenhum conhecimento técnico sobre manutenção de elevadores e acabam agravando a situação, colocando a vida dos passageiros em risco e deles próprios, além de tornarem os reparos muito mais onerosos.

4- Empresas de manutenção de elevadores precisam ter engenheiros responsáveis

Na hora de escolher a melhor empresa de manutenção de elevadores, muitos síndicos pensam apenas na parte financeira, buscando economizar e equilibrar o caixa do condomínio. Mas, saiba que é importante considerar outros aspectos técnicos, como a presença de um engenheiro responsável devidamente credenciado no CREA.

Ter essa precaução evita, por exemplo, pagar por um serviço que não será totalmente executado ou que será feito de forma inadequada, sem seguir as regulações da ABNT e colocando a vida dos passageiros em risco. Empresas com valores abaixo do mercado precisam ser vistas com atenção, porque muitas vezes não possuem equipe técnica qualificada e nem realizam todos os serviços de manutenção indicados, ou ainda não usam peças e equipamentos próprios, piorando a situação do elevador.

5- Elevadores antigos precisam ser modernizados por questões de segurança

Prédios muito antigos podem contar com elevadores igualmente antigos, com tecnologias e modos de funcionamento que não estão adequados às novas normas de segurança da ABNT, isso pode acabar se configurando em riscos excessivos aos usuários, com chances maiores de panes, quedas e paradas.

Para evitar todas essas situações, o melhor é contratar uma empresa especializada na modernização de elevadores, oferecendo sistemas modernos e seguros que aumentam a vida útil do elevador, melhoram a segurança dos passageiros e reduzem os custos com manutenções constantes.

6- É dever do síndico orientar sobre o uso adequado dos elevadores

Muitos dos problemas enfrentados com os elevadores acontecem devido ao mau uso dos mesmos. Ou seja, pessoas que apertam excessivamente o botão de chamada, que não respeitam a capacidade máxima de transporte, que derrubam líquidos dentro da cabine ou que têm atitudes agressivas, como pular dentro da cabine.

Todas essas situações podem fazer com que o elevador deixe de funcionar como deveria e acabe necessitando de manutenções mais frequentes, aumentando os custos do condomínio e, claro, comprometendo a segurança dos passageiros.

Nesses casos, o síndico pode (e deve) orientar sobre o cumprimento de medidas de segurança, para que as mesmas sejam cumpridas, evitando situações de perigo, como o uso do elevador em caso de incêndio ou o uso de elevador por crianças desacompanhadas.

 

Como você pode notar, o síndico possui um papel muito importante quando falamos sobre manutenção de elevadores, impedindo que problemas mais graves aconteçam com os passageiros e ainda garantindo que todos os elevadores funcionem em perfeito estado. Gostou desse conteúdo? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as nossas novidades!