O elevador do meu prédio parou. E agora, como resolver o problema?

HomeÚltimas do BlogO elevador do meu prédio parou. E agora, como resolver o problema?

Para quem mora ou trabalha em prédios, usar o elevador todos os dias é algo extremamente rotineiro e acabamos sequer percebendo o que estamos fazendo. Mas, quando esse item resolve dar pane os problemas são inúmeros, ainda mais quando o elevador decide parar de funcionar com pessoas lá dentro.

Muitos são os casos de pessoas que até hoje têm verdadeiro pavor de elevador por já terem passado por uma situação como essa. Embora ela não seja muito comum, já que os elevadores são itens bastante seguros, isso pode ocorrer por causas diferentes, como a falta de manutenção ou até mesmo problemas de uso dos passageiros.

Se você é síndico de um condomínio que conta com elevadores, saber o que fazer nessa situação é essencial, buscando manter a calma e orientar adequadamente os condôminos, não é mesmo? Então, continue a leitura e confira as informações importantes que separamos!

O elevador parou com pessoas lá dentro, o que fazer?

Se o elevador do seu prédio parou e está com passageiros, é essencial que o síndico ou zelador tente manter a calma das pessoas. Na maior parte dos elevadores existe um sistema de comunicação feito via interfone com a zeladoria do prédio ou a equipe de manutenção responsável, mas, caso este também não esteja funcionando, as pessoas presas no elevador podem procurar pelos telefones da empresa responsável nas placas de identificação ou soar o sinal de alarme.

É essencial que, quem está preso dentro do elevador, NUNCA tente sair pela porta ou por outros possíveis pontos, já que, caso o elevador se movimente, é possível que acidentes sérios aconteçam, como mutilação de braços, pernas e outros.

O procedimento correto a seguir é acionar o botão de alarme, avisando o responsável sobre o problema e aguardar a chegada do socorro.

Embora pareça difícil manter a calma em uma situação assim, esta é a melhor atitude. Muitas pessoas acreditam que os elevadores são totalmente fechados e que, caso passem algumas horas presas, não conseguirão respirar.

Isso não é verdade. Os elevadores não são totalmente vedados, existindo espaço para a entrada de ar. Porém, caso você esteja preso com uma quantidade grande de pessoas, pode ser importante evitar falar muito. Pessoas asmáticas ou com problemas respiratórios devem ter prioridade no resgate e o fato precisa ser informado à equipe responsável.

O corpo de bombeiros ou a equipe de manutenção do elevador são os mais adequados para lidar com essa situação, contando com preparo e equipamentos certos para resolver o problema, sem colocar nenhum dos passageiros em risco.

Nunca saia do elevador antes do reparo e da liberação pela equipe de segurança, mesmo que o equipamento esteja aberto pela metade, já que o elevador poderá descer ou subir de repente causando problemas.

Assim que a equipe de manutenção chegar, ela desligará a chave geral da casa de máquinas e testará com aparelhos próprios se o elevador está parado e completamente inoperante. Somente a partir dessa constatação é que outra equipe fará o procedimento adequado junto à porta do elevador e, então, o mesmo subirá ou descerá, completando o seu ciclo e parando em um ponto seguro no qual os passageiros poderão deixá-lo.

Como o síndico ou zelador podem atuar nessa situação?

O síndico e a zeladoria do prédio são profissionais importantes nesse momento, capazes de ajudar a manter a calma dos passageiros e ainda de auxiliar na resolução do problema.

Novamente, é importante ressaltar que nenhuma medida deve ser tomada tentando abrir a porta do elevador ou retirar as pessoas de lá de dentro caso vocês não tenham treinamento com a manutenção de elevadores, já que isso poderá colocar em risco a vida das pessoas.

Assim que vocês notarem que um dos elevadores parou de funcionar, tente contatar o mesmo para saber se existem pessoas presas dentro dele e, em seguida, ligue para a equipe de manutenção ou para o corpo de bombeiros.

Através do interfone, tente manter a calma das pessoas presas e passe as orientações de segurança. Também é importante lembrar-se de sinalizar que o elevador está fora de uso para evitar outras intercorrências.

Mesmo depois de o resgaste ter terminado é importante que o elevador permaneça interditado e com as portas dos andares travadas para evitar outros acidentes. O equipamento somente deve voltar a funcionar depois de ser liberado pelas equipes técnicas que irão analisar as causas da pane.

É possível prevenir as panes com elevadores?

Sim. E essa é a melhor medida para que situações assim não venham a ocorrer. Se você está notando que existem oscilações de energia devido a chuvas ou outras condições, desligue as chaves gerais e evite danos aos componentes eletrônicos dos elevadores.

Além disso, lembre-se de se certificar que existem luzes de emergência nos elevadores (e que elas estão funcionando adequadamente), e confira se o sistema de comunicação está funcionando e, claro, que o botão de alarme não tem problemas.

A manutenção periódica é outro item essencial e de obrigatoriedade do condomínio. Caso uma situação como essa ocorra por descuido nesse sentido, os passageiros que se sentirem lesados podem, inclusive, processar a administração por colocarem suas vidas em risco.

Por que fazer as manutenções periódicas nos elevadores?

Como você viu, ignorar o calendário de manutenções nos elevadores não é uma maneira sensata de reduzir os custos de operação de um condomínio, já que esse ato pode colocar a vida de pessoas em risco e ainda ser fonte de processo para a administração.

A manutenção preventiva, como o próprio nome sugere, garante que o equipamento funcionará de maneira efetiva tal qual quando deixou a fábrica, evitando e atenuando possíveis falhas. Nem sempre o elevador que não está funcionando corretamente para. Existem outros indícios de que algo não vai bem como ruídos e trancos – itens que devem ser sinais de atenção.

E, então, já sabe o que fazer caso o elevador do seu prédio sofra uma pane? Curta a nossa página no Facebook e continue recebendo dicas importantes como essa!