Manutenção de elevadores, quais os principais pontos?

HomeÚltimas do BlogManutenção de elevadores, quais os principais pontos?

Quem mora ou trabalho em prédios e edifícios mais altos já está acostumado a usar os elevadores diariamente – e nem sempre paramos para pensar sobre como àquela máquina funciona e nem quais os cuidados importantes que devem ser tomados para mantê-la em funcionamento e sem colocar a segurança das pessoas em risco.
É para tudo isso que existe a manutenção de elevadores, um tema extremamente importante e que deve ser levado em consideração pela administração dos condomínios. Você tem dúvidas sobre esse assunto? Não sabe qual o período ideal entre cada manutenção e nem quais os pontos mais importantes sobre esse serviço? Então continue a leitura e veja todas as dicas importantes que separamos!

Manutenção de elevadores deve ser feita mensalmente

A manutenção preventiva é extremamente importante, e é ela que garante que nenhum acidente acontecerá com as suas máquinas. Mas, para que exista eficiência, é essencial respeitar o prazo estipulado, que é de um mês entre cada manutenção.

Muitas pessoas acabam não considerando esse tempo, acreditando que, porque seus elevadores não estão “demonstrando” nenhum problema, a manutenção não precisa ser feita. Mas é justamente nesse pensamento que mora o perigo, afinal é possível que o seu elevador não “demonstre” nenhum problema, mas um desgaste de uma peça importante já esteja ocorrendo – e quando a avaria aparecer, já pode ser muito tarde.

Portas automáticas precisam ser conferidas na manutenção

As portas automáticas são itens importantes para manter a segurança dos passageiros, impedindo a queda em fossos abertos e outras situações de risco. Parece algo tão simples, mas muitos são os casos de pessoas que não verificam se o elevador realmente se encontra parado no andar, e assim que as portas se abrem acabam caindo no fosso.

Para evitar essa (e muitas outras questões) é que a manutenção de elevadores é tão importante, evitando que as portas se abram sozinhas ou ainda que se abram sem que o elevador esteja realmente parado no andar. Caso você note que é muito fácil abrir a porta do elevador em questão, interdite a máquina e chame imediatamente a assistência, pois esse é um indício claro de problemas.

Funcionamento do sistema de alarme e de comunicação

Em uma situação de emergência, é o sistema de alarme e de interfonia que garantirá a segurança dos passageiros e até mesmo a manutenção da calma, até que o problema seja resolvido. Mas, é claro que para isso, é essencial que esses itens estejam em pleno funcionamento. Por isso, essa é uma parte importante da manutenção preventiva mensal – realizando uma inspeção minuciosa e evitando que problemas nesses equipamentos coloquem em risco a vida dos seus passageiros.

Vistoria mais completa deve ser feita uma vez por ano

Além das manutenções mensais, que são extremamente importantes, é essencial que a equipe realize uma inspeção mais detalhada, ao menos, uma vez por ano, analisando o funcionamento da casa de máquinas, o estado geral das peças dos elevadores e até outros detalhes que podem interferir na segurança, como a falta de sinalização adequada ou de bom uso das máquinas pelos condôminos.

Cuide também da casa de máquinas

Muitos síndicos pensam que os cuidados com os elevadores devem se restringir apenas aos equipamentos, mas isso não é verdade. A casa de máquinas é um espaço extremamente importante e também deve ter cuidados específicos, visando a sua correta preservação.

É fundamental que o acesso a esse ambiente seja restrito, evitando que moradores ou pessoas não autorizadas adentrem no recinto. Quando você for inspecionar esse local, fique atento a possíveis manchas de óleo no chão ou infiltrações, que podem indicar problemas e riscos à segurança.

Também é essencial garantir que esse local não será usado para fins de depósito ou almoxarifado, complicando o acesso do pessoal especializado quando uma manutenção de emergência precisar ser realizada, por exemplo.

Sinalize quando a manutenção estiver sendo realizada

É muito importante que o síndico ou os administradores do condomínio se lembrem de avisar os moradores de que a manutenção será realizada em determinado dia e horário, além de deixar isso claro através de sinalizações – se certificando de que todos saibam que o elevador em questão não está em uso no momento.

Você pode usar placas de sinalização no térreo e na garagem, além de colocar placas nas portas dos elevadores em todos os andares, evitando que alguém desavisado tente acionar o equipamento. Outro ponto importante é garantir que, durante a manutenção, as chaves de energia elétrica sejam desligadas.

Analise a possibilidade de fazer um contrato de manutenção com peças

Hoje, a maior parte das empresas de manutenção de elevadores possui dois tipos de contratos: os que necessitam de prévia liberação para a troca de peças e os que já contam com o valor da troca das peças. Este último é uma ótima ideia para trazer mais agilidade ao seu serviço de manutenção.

Assim, quando as equipes constatarem algum problema, automaticamente já realizarão a troca da peça defeituosa, sem excesso de burocracia e sem deixar o seu elevador parado por dias esperando a autorização da administração do prédio, por exemplo.

Além disso, você garante que todas as peças usadas possuem procedência, já que são certificadas pela empresa de assistência, que conhece o setor e que, se for de confiança, com certeza usará apenas peças de qualidade comprovada.

Sempre acompanhe os serviços de manutenção de elevadores

É essencial que, quando os serviços de manutenção forem realizados, alguém acompanhe as equipes, analisando os serviços que estão sendo feitos e se as peças trocadas estão condizentes com a ficha de detalhamento da manutenção. Esse acompanhamento pode ser feito tanto pelo síndico, como pelo zelador ou por alguém da administração.

Cuide para a escolha de uma empresa idônea

A manutenção de elevadores é um serviço extremamente importante, capaz de garantir a segurança de todos os condôminos e visitantes. Justamente por isso deve ser realizada por uma empresa idônea, conhecida no setor e com experiência e expertise na área.

Na hora de encontrar a prestadora de serviços ideal, busque saber mais sobre a respeitabilidade da marca, o grau de capacitação dos funcionários, se a empresa possui um engenheiro responsável, se possui autorização de funcionamento e também quais serviços constam no contrato de manutenção.

O mínimo que se espera é que, em uma visita mensal, os técnicos realizem a lubrificação dos componentes, realizem testes de segurança e façam a limpeza geral e pequenos ajustes. Se isso não estiver sendo feito no seu condomínio, ou se o nível de serviço prestado está abaixo do esperado, talvez seja o momento certo de realizar a troca da empresa de manutenção de elevadores.

Gostou desse conteúdo? Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, deixe um comentário pra gente!

Tipos de elevadores